Publicidade

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Prêmio Ig Nobel 2014

Essa semana foram indicados os vencedores do Prêmio Nobel em todas as suas categorias. O prêmio de Química de 2014 foi dividido entre Eric Betzig (Howard Hughes Medical Institute, EUA), Stefan W. Hell (Max Planck Institute, Alemanha) e William E. Moerner (Stanford University, EUA), pelo desenvolvimento de super-resolved fluorescence microscopy, apelidada também de nanoscopia - basicamente eles desenvolveram técnicas de microscopia a ponto de permitir a visualização de células individuais e estruturas a nível molecular. 




The Stinker, mascote oficial do Prêmio Ig Nobel
Aproveitando o gancho, vale lembrar que em setembro houve também a cerimônia de premiação do importantíssimo prêmio Ig Nobel. O prêmio de Física de 2014, por exemplo foi para Kiyoshi Mabuchi, Kensei Tanaka, Daichi Uchijima e Rina Sakai (Japão), pelos cálculos dos coeficientes de fricção entre a sola do sapato e uma casca de banana, e entre a casca de banana e o chão. Fundamental!






Estranhamente não houve um prêmio para a área de Química este ano, então menciono aqui os vencedores das 3 edições anteriores:


2013

Shinsuke Imai, Nobuaki Tsuge, Muneaki Tomotake, Yoshiaki Nagatome, H. Sawada, Toshiyuki Nagata, and Hidehiko Kumgai (Japão).
Pela descoberta de que o processo bioquímico segundo o qual cebolas fazem as pessoas chorarem é mais complicado do que os cientistas estimavam.

REFERÊNCIA: "Plant Biochemistry: An Onion Enzyme that Makes the Eyes Water," S. Imai, N. Tsuge, M. Tomotake, Y. Nagatome, H. Sawada, T. Nagata and H. Kumagai, Nature, vol. 419, no. 6908, October 2002, p. 685.





2012

Johan Pettersson (Suécia, Ruanda).
Pela solução do problema de por quê, em certas casas da cidade de Anderslöv, na Suécia, o cabelo das pessoas se tornara verde. (dica: encanamento de cobre)




Sim, é de verdade
2011
Makoto Imai, Naoki Urushihata, Hideki Tanemura, Yukinobu Tajima, Hideaki Goto, Koichiro Mizoguchi e Junichi Murakami (Japão).
Por determinar a densidade ideal de wasabi (raiz-forte) no ar para acordar pessoas adormecidas em caso de incêndio ou outras emergências, e por aplicar esse conhecimento na invenção do alarme de wasabi. 
REFERÊNCIA: US patent application 2010/0308995 A1; filing date: Feb 5, 2009. Product info [from Seems, Inc.].




Para ver os demais vencedores, de outras áreas e de outras edições, é por aqui.


E aqui o vídeo da cerimônia de 2014, na íntegra, disponível no site dos organizadores. Os laureados do prêmio Nobel participam da premiação

Nenhum comentário:

Postar um comentário