Publicidade

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Projeto Tabela Periódica - Ciência e Arte


Encontrei um projeto da Universidade de Waterloo, Canada


O Departamento de Química e a Faculdade Ciências da Universidade de Waterloo, Canadá, convidaram educadores e entusiastas de química do mundo inteiro a adotar um elemento e fazer uma interpretação artística. Isso transformou a tabela em um mosaico, e clicando em cada elemento pode-se ver informações sobre quem fez, como fez e por que fez. Na verdade, a maioria é de alunos gringos de segundo grau, então prepare-se.



Clique para ver a versão interativa



Alguns elementos têm representações interessantes:


Oxigênio
Silício
Cobre
Alguns são meio dramáticos
Carbono (dica: carbon footprint)

Uns, inclusive, bebem da mesma fonte:
Arsênio
Cádmio
E outros são só bizarros:
Titânio (porque Titânio é super forte!)
Selênio (sim, xampu)

Paládio (...)
Cério (sério, não pergunte...)




Fonte:
https://uwaterloo.ca/chemistry/international-year-chemistry/periodic-table-project


sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Prêmio Ig Nobel 2014

Essa semana foram indicados os vencedores do Prêmio Nobel em todas as suas categorias. O prêmio de Química de 2014 foi dividido entre Eric Betzig (Howard Hughes Medical Institute, EUA), Stefan W. Hell (Max Planck Institute, Alemanha) e William E. Moerner (Stanford University, EUA), pelo desenvolvimento de super-resolved fluorescence microscopy, apelidada também de nanoscopia - basicamente eles desenvolveram técnicas de microscopia a ponto de permitir a visualização de células individuais e estruturas a nível molecular. 




The Stinker, mascote oficial do Prêmio Ig Nobel
Aproveitando o gancho, vale lembrar que em setembro houve também a cerimônia de premiação do importantíssimo prêmio Ig Nobel. O prêmio de Física de 2014, por exemplo foi para Kiyoshi Mabuchi, Kensei Tanaka, Daichi Uchijima e Rina Sakai (Japão), pelos cálculos dos coeficientes de fricção entre a sola do sapato e uma casca de banana, e entre a casca de banana e o chão. Fundamental!






Estranhamente não houve um prêmio para a área de Química este ano, então menciono aqui os vencedores das 3 edições anteriores:


2013

Shinsuke Imai, Nobuaki Tsuge, Muneaki Tomotake, Yoshiaki Nagatome, H. Sawada, Toshiyuki Nagata, and Hidehiko Kumgai (Japão).
Pela descoberta de que o processo bioquímico segundo o qual cebolas fazem as pessoas chorarem é mais complicado do que os cientistas estimavam.

REFERÊNCIA: "Plant Biochemistry: An Onion Enzyme that Makes the Eyes Water," S. Imai, N. Tsuge, M. Tomotake, Y. Nagatome, H. Sawada, T. Nagata and H. Kumagai, Nature, vol. 419, no. 6908, October 2002, p. 685.





2012

Johan Pettersson (Suécia, Ruanda).
Pela solução do problema de por quê, em certas casas da cidade de Anderslöv, na Suécia, o cabelo das pessoas se tornara verde. (dica: encanamento de cobre)




Sim, é de verdade
2011
Makoto Imai, Naoki Urushihata, Hideki Tanemura, Yukinobu Tajima, Hideaki Goto, Koichiro Mizoguchi e Junichi Murakami (Japão).
Por determinar a densidade ideal de wasabi (raiz-forte) no ar para acordar pessoas adormecidas em caso de incêndio ou outras emergências, e por aplicar esse conhecimento na invenção do alarme de wasabi. 
REFERÊNCIA: US patent application 2010/0308995 A1; filing date: Feb 5, 2009. Product info [from Seems, Inc.].




Para ver os demais vencedores, de outras áreas e de outras edições, é por aqui.


E aqui o vídeo da cerimônia de 2014, na íntegra, disponível no site dos organizadores. Os laureados do prêmio Nobel participam da premiação

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Beautiful Chemistry

Beautiful Chemistry é resultado da colaboração entre a Universidade de Ciência e Tecnologia da China e Tsinghua University Press. 
Eles usaram uma câmera 4K Ultra HD, então tem uma baita riqueza de detalhes.

Aqui, vê-se a cristalização de sulfato de cobre (CuSO4), tiossulfato de sódio (Na2S2O3), ferrioxalato de potássio (K3[Fe(C2O4)3]) e acetato de sódio (CH3COONa). Todos obviamente bem acelerados, por que para produzir cristais bonitinhos assim o processo é bem demorado.




Outra imagem maneira é a das reações de simples troca, entre zinco metálico e soluções de nitrato de prata (AgNO3), sulfato de cobre (CuSO4) - clássica - e nitrato de chumbo (Pb(NO3)2).

Imagino esses vídeos passando naquelas exposições de arte numa sala escura, com um fundo sonoro só de ruídos bem graves e tal..


No site tem ainda simulações de estruturas cristalinas, supramoleculares, sólidos amorfos e otras cositas também bem interessantes.


Fonte: http://beautifulchemistry.net/reactions.html, e visto no IFLS.


segunda-feira, 11 de agosto de 2014

A espetacular teia do espetacular Homem-Aranha




A trilogia do Aranha dirigida pelo Sam Raimi, entre qualidades e defeitos, mudou um ponto fundamental na história do herói e que gerou polêmica de todos os lados, que foi a teia natural (acho que essa celeuma só durou no 1º filme, depois as pessoas deixaram pra lá).






Estávamos acostumados com Peter Parker tendo que se preocupar em recarregar cartuchos no meio da peleja, e de repente isso deixou de ser um problema. Felizmente (talvez não tanto pra ele), esse conceito voltou no prematuro reboot.

O segredo está no biquinho



Como raios é essa teia sintética? Ela é capaz de tudo isso? Um nerd de 15 anos criado pela tia poderia fazê-la em casa?


As características descritas trazem um monte de complicações: a teia fica na forma de fluido, que ao ser projetada por um orifício (dos web-shooters) torna-se uma fibra que gruda em qualquer superfície e ganha consistência instantaneamente, e forte o suficiente para conter um caminhão de 16 toneladas (palavras do próprio Peter Parker).







Teias sintéticas

Aqui é isolada a proteína produzida pelas
bactérias alteradas geneticamente. 

Mayumi Negishi do The Wall Street Journal
A teia é uma fibra com força e elasticidade consequentes da estrutura proteica longa e complexa. Essa estrutura é bastante estudada, mas replicá-la integralmente em laboratório não é nada fácil. Por isso, tem se tentado produzir teias de diversas maneira, até alterando cabras geneticamente de maneira que elas produzam a fibra em seu leite (!). 

Alguém percebeu que é mais fácil ordenhar uma cabra do que duzentas aranhas.

O caminho que a start-up japonesa Spiber Inc. encontrou foi inserir em bactérias o DNA recombinante para produzir a proteína, que depois é isolada.
Um grama de proteína produz quase 8 km de fio.








Esse trailer era bem maneiro, hein?
Pesquisadores descobriram ainda que é possível aumentar a resistência dos fios adicionando átomos metálicos, principalmente, Zn, Ti e Al. Há quem diga que uma trama de fios da espessura de um lápis é capaz de segurar um avião.







Até onde sabemos a família Parker não tem uma criação de cabras. A cultura de E. coli pode ser mais fácil para o Pedro Parque. Resta ainda a parte de como transformar a matéria prima proteica em fios, e aqui entra a técnica de microfluidos

Kinahan, M. E. et al.,
Biomacromolecules. May 9, 2011; 12(5): 1504–1511.
Neste artigo, a matéria-prima é fibroina regenerada de bicho-da-seda Bombyx mori, em solução aquosa passando pelos canais de um dispositivo microfluídico a reagir com poli-óxido de etileno. A redução de pH provocada por este reagente faz com que a solução de fibroina se estruture como uma fibra de fato, se alongando pelo canal até chegar a um banho de metanol para coagulação.

Neste caso, o lançador de teias seria um dispositivo que imita o mecanismo de formação do fio no próprio bicho-da-seda.


Outro artigo mostra o esquema de formação da fibra, mencionando inclusive o fato da ponta do fio ser grudenta.

Rammensee, S. et al.,
 Proc Natl Acad Sci U S A. May 6, 2008; 105(18): 6590–6595.


Mais sobre a teia no vídeo dessa semana do Nerdologia 44





"Spider-man, Spider-man...  eee"


sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Taurina é coisa de bebê

Quem conhece sabe que a minha pequena herdeira é um foguete banguela de 9 meses. E sem querer querendo, dei uma lida na composição do suplemento lácteo que estamos dando pra ela, e veio a surpresa:


Taurina! Minha grande companheira de mestrado! Será que o suplemento lácteo estava dando asas à pequena Beca?

Fui dar uma pesquisada.

Taurina é um aminoácido não essencial, já está aí. Segundo a própria Red Bull, um ser humano de 70kg tem 70g de Taurina no organismo. Na verdade, é "o aminoácido intracelular mais abundante em humanos", e é importante no desenvolvimento dos recém-nascidos, pois ainda não conseguem sintetizá-la e nem armazená-la muito bem. O leite materno tem uma quantidade razoável. Aliás, a deficiência da Taurina é associada a efeitos deletérios no cérebro e retina (Lourenço R., 2002). Essa mesma referência na literatura cita ainda efeitos antioxidantes e desintoxicantes da Taurina, o que por sua vez ajudaria na absorção dos demais componentes do suplemento (ou do energético, dependendo da sua idade). 



Além disso, nesse leite em pó reconstituído, a quantidade de Taurina é de 0,07mg/100mL. No energético, é de 1000mg/250mL, ou 400mg/100mL. Quase 6 mil vezes mais.

Então não dá pra ficar acordado só com o leitinho...

Então, o leite da Beca não é o problema. O outro leite que demos não continha Taurina, e nem por isso ela estava menos "pilhada". Enfim, ajuda na desintoxicação, e no desenvolvimento cerebral, mas não é isso que faz ela ter tanta energia. Deve estar nos genes, ou sei lá o quê, mas só me resta me conformar e aguentar o ritmo dela.


Imagem meramente ilustrativa

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Metal Gear Solid 2 revolucionando (ahem) a teoria estrutural

Referências químicas não aparecem em filmes e jogos todo dia (por que será?), mas um ou outro designer ousado às vezes tenta puxar um gancho para "ficção científica" com algo que "ei, eu já estudei isso aí". E aí não importa se são um monte de traços jogados ao vento ou se é uma representação que obedeça as teorias estruturais moleculares.

A introdução de Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty (ótimo game, aliás) tem tudo isso e muito mais. Prepare-se pra ser 10 vezes incomodado:

Esse hidrogênio é mais valente que o normal (ta-dum tsss)

Esses carbonos rebeldes de hoje em dia, fazendo 5 ligações e tudo mais...

Essa ficou no quase: quase inacreditável

Aqui o estagiário chutou o balde de vez

Vai um Prestobarba aí?

Opa, olha uma novidade: fósforo

Caracas, Urânio com C4

O_o

Acho que aqui readmitiram o estagiário que não queria explodir tudo

"Are you even trying?"


E aqui vai o filminho completo.


sexta-feira, 11 de julho de 2014

Ficção científica inspira novas invenções

Tem mais gente que acha que ideias malucas podem ser levadas a sério, e olha que isso não é de hoje. Quem viu "A invenção de Hugo Cabret" viu também que a ideia de uma viagem à Lua virou filme ainda em 1902.





quarta-feira, 25 de junho de 2014

Buckminster Fuller no Jardim Botânico de Brasília

Encontrado no Jardim Botânico de Brasília




Bem adequado, considerando as semelhanças de estruturas geodésicas concebidas por Richard Buckminster Fuller e a estrutura do C-60 (a "bucky ball").


segunda-feira, 16 de junho de 2014

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Copa do mundo 2014 - Pelo menos não fez gol contra

Ontem foi um dia especial. Não pela cerimônia de abertura "maais ou meeenos", nem pelo hino nacional continuado, nem pelo "apito amigo", mas sim pela demonstração de resultados do projeto Andar de Novo, liderado pelo Dr. Miguel Nicolelis na Universidade de Duke.

O exoesqueleto BRA-Santos Dumont estava lá para dar o ponta-pé simbólico inicial da abertura da Copa, comandado por Juliano Pinto, 29, paraplégico.
Roupinha sinistra, hein

O evento foi tratado com a menor importância possível, discreto, ali no cantinho pra não atrapalhar ninguém, principalmente as "imagens exclusivas do ônibus da seleção" (mostradas de novo e de novo...). 


De fato, o exoesqueleto é grandalhão e parece meio desengonçado - ficou apoiado por dois ajudantes. Não caminhou como era prometido, apenas deu o chute na brazuca. 
Pelo menos, né...


 Há quem ainda questione um bocado, pelo fato de ser pouco divulgado ao grande público daqui. Também pudera, o tema não caiu nas graças da rede global. Felizmente, tem o Jon Stewart aí pra isso:



http://thedailyshow.cc.com/videos/f08dmk/miguel-nicolelis



A expectativa foi maior do que a entrega, sim, mas há que se levar em conta o quanto o projeto é audacioso. Por outro lado, não há esperança nenhuma de que um dia a mídia mainstream nacional vá dar importância aos nossos próprios avanços em ciência.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Várias reações absurdas



“The difference between screwing around and science is writing it down.”
Adam Savage, Mythbusters

quinta-feira, 22 de maio de 2014

A Química do Mal de Breaking Bad - Nerdologia 21

Sou fã da iniciativa Nerdologia. Na verdade, gostaria de ter podido executar essa ideia antes...
Como o assunto aqui é Química, fica obrigatório falar de Breaking Bad.






A hype da série já passou, mas vale a pena relembrar, afinal "Breaking Bad é a melhor série de todos tempos, exceto talvez por The Wire".

quarta-feira, 21 de maio de 2014

terça-feira, 20 de maio de 2014

SciShow news: Novos elementos


Elementos de número atômico acima do Urânio são extremamente instáveis. Exceto os descobertos por Hollywood. Esses são de primeira.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Shut up and take my money! #3

Sabonetes fluorescentes (não radioativos) . 


Alguém aí tem o hábito tomar banho no escuro?